Redes Sociais

Artigo

O projeto de mestrado sobre Valesca Popozuda que ganhou o 2º lugar na UFF

Douglas Santos

Publicado

em

Márcio Mercante | Agência O Dia

A matéria foi publicada em 2013 no G1, mas não teve tanta relevância naquela época, por diversos motivos.

Trago à memória essa notícia, pois o momento é propício.

A segunda colocação da Pós-graduação em Cultura e Territorialidades da Universidade Federal Fluminense, da turma de 2013, ficou com Mariana Gomes, que na época tinha 24 anos.

O projeto foi ‘My pussy é poder – A representação feminina através do funk no Rio de Janeiro: Identidade, feminismo e indústria cultural’.

Entre os objetivos do projeto estava a desconstrução da ideia de que o funk seria o último grito do feminismo através das músicas de Valesca Popozuda, Tati Quebra Barraco, entre outras.

Ao longo do curso, a aluna discutiu se as letras de funk cantadas por Valesca Popozuda e outras intérpretes do gênero são um caso de libertação feminina ou apenas um atendimento da demanda do mercado erótico.

Eu fui observando que havia [sic] poucas mulheres cantando e que este papel ficava com os homens. As mulheres só estavam presentes dançando e quando havia erotismo. Parecia que não tinha espaço para a participação feminina em outros assuntos. E o público do baile é em sua maioria feminino‘, explicou a mestre em entrevista ao site G1.

Incrivelmente, a Universidade Federal Fluminense aprovou um tema desses – além de ter acolhido a escolha de Valesca Popozuda para patronesse de uma turma de Mídia na época.

A educação no Brasil não tem problema de verba, mas um problema de caráter.

Enquanto muitos trabalham e se esforçam para pagar impostos e taxas ao Estado, esses tributos, de um modo geral, são utilizados para financiar obras dessas magnitudes.

É um tapa na cara do contribuinte.

As Universidades olham para o contribuinte e falam: ‘olha o teu dinheiro indo pra pesquisas que não vão ajudar em nada no desenvolvimento. Tá aqui ó, financiando projetos para estudar músicas de funk’. 

É uma balburdia sem precedentes.

E ainda vem alguns joças falando que falta dinheiro na educação.

Depois que a gente sai por aí falando que o dinheiro para universidade deveria ser reduzido e encaminhado para o ensino básico, eles dizem que queremos acabar com o pensamento crítico.

Se colocar uma criança de 10 anos e um marmanjo que está no 4º período de filosofia para falarem sobre economia de um país, dificilmente você saberá diferenciar a criança do marmanjo.

CONTATO: [email protected] | Natural de Manaus, estudante de Ciências Econômicas e editor do Conexão Política.

Publicidade
19 Comentários

19 Comments

  1. Avatar

    César

    16.05.2019 at 21:50

    País de uma esquerda egoísta e hipócrita, onde NUNCA se importaram com o Brasil, mas ficam loucos igual vespas atiçadas quando mexem no que é deles.

  2. Avatar

    Socorro!

    16.05.2019 at 14:48

    Complexo tirar verba alegando que uma coisa está ruim. Não deveria ser o contrário? Desde que o mundo é mundo todos falavam que a solução para os problemas de um país é a Educação. Mas agora o mundo se resume a “direitopatas” e “esquerdopatas” se agredindo. E o que importa é um estar contra o outro. Que se exploda o mundo e tudo que sempre acreditamos. Aliás, para que eu quero descer!

  3. Avatar

    Mariana R. G.

    13.05.2019 at 14:06

    Tenho nojo quando vejo o dinheiro público servindo para financiar esse tipo de “pesquisa”.

  4. Avatar

    César

    13.05.2019 at 13:15

    Trabalho em uma faculdade e ali só se vêm esquerdopatas com remorso e rancor da vitória da justiça nas eleições 2018, e preocupados com corte de mestrados e doutorados. Leem, leem, leem, e não podem chegar ao conhecimento da verdade, porque o coração deles não buscou ao Deus da bíblia. ( II Timóteo, 3:7)
    Falam indiretamente para eu escutar, por saberem que sou cristão, mas nunca a mim, para não escutarem a verdade, pois eu não aliso nem folgo com o mal e a injustiça.
    É assim o mal, é assim a esquerda, não há o que fazer. Depois de orar por eles a Deus, é ter piedade e se afastar do convívio, apenas respondendo os cumprimentos ou o que for estritamente necessário para as atividades da instituição.

  5. Avatar

    Um pais se constroi com livros

    13.05.2019 at 12:41

    Texto bem mediocre e limitado intelectualmente. Fala sobre achismos, nao tem qualquer embasamento.

    • Avatar

      César

      13.05.2019 at 13:08

      Seria rico intelectualmente para você se tivesse ali as paupérrimas e perversas ideologias de esquerda, não é?

      • Avatar

        Bianca

        13.05.2019 at 22:21

        Quem é contra a universidade pública, tem pós doutorado em quê?
        Não fale do que não entende

        • Avatar

          César

          16.05.2019 at 21:47

          Eu trabalho nesse meio perverso Bianca. Você sequer leu lá em cima, só leu esta resposta aqui embaixo. Faça o seguinte, leia de novo, com calma (para não se embaralhar de novo), releia, tudo com calma viu? Não afoba não…

      • Avatar

        ISMAEL SILVA RATTIS

        15.05.2019 at 00:22

        Que texto ruim heim, cara? Um recorta e cola com frases de efeito moralista. Sem embasamento algum, apenas sua opinião. Vem cá, vc se deu ao trabalho de ler a tese para fazer uma crítica responsável? Outra coisa, vc já participou de um programa de mestrado, de grupos de pesquisa? Sabe o que é produção de conhecimento (não confundir com a visão preconceituosa de baixa ou alta cultura)? Sabe como funciona? Sabe que existe várias áreas pra estudar diversos tipos de fenômenos sociais? ser fulano ou sicrano não importa? Outra coisa, vc acha que quem estuda, tbm não paga imposto? Que ele ou ela vice apenas com o seu? Desculpa de falar isso, mas tome vergonha na sua cara. Seja ético e competente com sua crítica, se é que se pode chamar isso de crítica. Não falo isso para te ofender, mas para constatar um fato. Tem um espaço legal pra escrever e fica gastando tempo com esses textos medíocres. Por que vc não chama a menina para fazer uma entrevista, por que não dá voz a ela e busca compreender pelo menos o que é o trabalho pra poder criticar com responsabilidade? Vc não precisa concordar, mas faça um papel jornalístico descente. Manipulou o texto do G1, selecionou de propósito um parte do texto e descontextualizou com seu discurso. Fez apenas uma critica moralista baseada apenas nos seus valores e crenças. Esse tipo de critica, seja lá o que for, qualquer um faz na fila do pão, na mesa do bar, no banco da Praça. Ser humano é político, não existe ser humano sem ideologia. Sua posição é ideológica, mas o problema não é esse. O problema é ficar escondendo isso e dizendo que apenas o outro que é diferente de mim é ideológico. O problema é quando obrigamos o outro a querer pensar igual, quando não existe dialogo e respeito para fazer ponderações, pensar e repensar posições, posturas. O que você quer dizer com falta de caráter? A escolha do tema de um trabalho te dá todo embasamento pra você chegar à esta conclusão sobre o outro? Sabe o nome disso, querido? É preconceito, palavra que vocês no alto da arrogância adoram chamar de mimimi.

        • Avatar

          César

          16.05.2019 at 21:57

          Seu doutor ou pós doutor, dono do conhecimento e razão, não queria te passar esta vergonha não mas… Você postou um texto que se dirige ao Douglas Santos, responsável pela matéria, embaixo do meu nome, onde eu respondia a um leitor.
          Diga, com tanto conhecimento e embasamento, não sabe nem postar um comentário? E sua fala toda, como fica agora?

  6. Avatar

    Aristóteles

    13.05.2019 at 08:20

    Pena que os “freixos” da vida, psicopatas e mal informados, defensores deste modelo educacional falido que só forma militantes ignore esta PRODUÇÃO ACADÊMICA! talvez considerem o tema de suma importância para o estudo social no Brasil! francamente!

  7. Avatar

    marlonalvesmatos333333

    12.05.2019 at 23:43

    É por essas merdas degeneradas que todo educação pública deveria ser totalmente privatizada ou militarizada, Abraham Weintraub “cortou” e FOI POUQUÍSSIMO!

  8. Avatar

    Alessandro

    12.05.2019 at 20:28

    Sabem qual é a solução pra acabar com tanto desperdício de dinheiro público nessas merdas? é só PRIVATIZAR todas as universidades públicas, ae só os melhores estudantes com os melhores mestrados vão conseguir verbas, acaba com essa mediocridade de mestrados e força as universidades a exigir dos seus alunos a usar o CÉREBRO.

    • Avatar

      Rita de Cássia

      13.05.2019 at 03:26

      Bem agora a Valesca Popozuda virou conservadora, então não há muito do que reclamar 😜

    • Avatar

      João

      13.05.2019 at 20:31

      Concordo com você. Quero que privatizem todas as universidades públicas.

      As universidades públicas estão profundamente dominadas pela esquerda.

      O governo Bolsonaro deveria aproveitar a oportunidade e privatizar todas as universidades federais. Talvez esperar passar a reforma da previdência e outras questões mais urgentes primeiro. E depois premiar a sociedade com essas privatizações.

  9. Avatar

    Alessandro

    12.05.2019 at 20:23

    130 bilhões de reais em educação pra ocupar os últimos lugares do PISA, e não vejo nenhum sinal de melhora nas últimas décadas, ao contrário vem piorando como mostra as ESTATÍSTICAS, ae vem FDP esquerdopata querendo brigar contra os números dizendo pra investir oq NÃO TEM (pq o país tá quebrado), nessas porcarias de universidades que recebe QUATRO VEZES mais que o ensino fundamental e médio juntos, pra fazer uma MERDA dessas que não vai contribuir em nada para a SOCIEDADE, mas vai ter aquela meia dúzia de RETARDADOS que vai te tentar convencer que esse trabalho é sério, claro que é para eles, afinal essa cambada não tem nada na cabeça.

  10. Avatar

    Chauke Stephan Filho

    12.05.2019 at 20:11

    Meu Amigo, na passagem do texto em que a autora escreveu “Eu fui observando que havia poucas mulheres cantando…” você escreveu “(sic)” depois do verbo “Haver”. Por quê?

  11. Avatar

    Fram Maximo

    12.05.2019 at 18:59

    Depois dessa não tem mais o que dizer: o ensino universitário brasileiro acabou. Pode fechar tudo.

  12. Avatar

    Tereza da Luz Rodrigues

    12.05.2019 at 18:29

    DOUGLAS SANTOS, MEUS PARABÉNS PELA MATÉRIA. ELA VEM PROVAR QUE AS UNIVERSIDADES NA REALIDADE SÓ TEM SERVIDO PARA ACABAR COM A EDUCAÇÃO NO PAÍS E QUE O NOSSO SUADO DINHEIRO ESTÁ INDO PARA AS MÃOS DE CALHORDAS. VIVA O MINISTRO WEINTRAUB. NÃO DEVERIA DAR NEM UM TOSTÃO. PARA ESSA GENTE

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoiar

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites