Redes Sociais

Artigo

O Ditador

Francisco Teodorico

Publicado

em

Bolsonaro será um ditador.

Quantas vezes não ouvimos essa frase durante a campanha, depois da eleição e essa afirmação diariamente nas mídias ativistas e ex-políticos mentirosos que viajavam pelo mundo, às nossas custas, direta ou indiretamente, cometendo crime de lesa-pátria?

Como veremos, as orientações de Antonio Gramsci estão sendo executadas com maestria.

Congresso

Não estaria o Congresso Nacional agindo como ditadores ao impor, usando subterfúgio das leis e normas internas, a manutenção da rede de corrupção que se instalou no país?

Até o momento, não foram punidos, apesar de identificados por vídeo, os responsáveis pela fraude nas eleições da mesa do Senado. Muito menos foram punidos os senadores que faltaram com o decoro parlamentar durante essa eleição. [20] [30] [40]

Os inúmeros processos de impeachment dos Ministros do STF continuam engavetados (vide meu artigo “Olimpo”), apesar da insistência da sociedade que providências sejam tomadas. Porém, pela opinião do Presidente da Mesa no caso do “enterro da Lava Jato” promovido pelo STF essa semana, podemos compreender os motivos, afinal, ele acredita que não houve retrocesso. [10]

Outra medida ditatorial velada desta instituição vem do fato que até hoje o desrespeito à Constituição Federal, no fatiamento do impeachment de Dilma, promovido pelos Presidentes dessa casa e do STF, não foi corrigido.

Varreram para debaixo da mesa o desrespeito à Legislação Eleitoral sobre a ILEGALIDADE do sistema de urnas eletrônicas, mesmo quando o TSE e o STF contrariaram uma decisão soberana do Congresso Nacional e perceba que não estou nem tocando no quesito da falta de segurança que foi inúmeras vezes comprovada por diversos especialistas, como o Dr. Diego Aranha, que hoje não vive mais no país (vide meu artigo “Urnas eletrônicas“).

Quando o que vale não é a lei, mas a vontade de duas pessoas, chamamos como? Alguns chamam de ditadura…

Judiciário

O desembargador Neviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região suspendeu a investigação da Polícia Federal sobre o advogado responsável pela defesa de Adélio Bispo, no início de Março.

Uma junta médica atesta que Adélio Bispo é louco, contrariando todas as evidências do mundo real.

O que será mais importante para o Judiciário, a busca da verdade, para que se possa fazer justiça ou o legalismo? Os fatos nos dão a resposta. Porém, experimente mostrar seu descontentamento com a instituição num avião, por exemplo, para ver a dor de cabeça que vai arranjar… Mas é Bolsonaro pode ser acusado de ditador, mesmo sem fundamentos.

O STF, numa atitude autoritária, credita a si o direito de legislar, agindo como Jobs Tupiniquins: têm seu próprio campo de distorção da realidade. Numa espécie de distopia, parte considerável desta formação, classifica como crime de racismo (?!) a opinião contrária ao hábito do homossexualismo. Com isso abrem caminho à subjetividade de juízes ativistas interpretarem crimes de opinião como homofobia.

Confúcio, que morreu quase 500 anos antes de Jesus Cristo nascer já nos alertava dos perigos da desconstrução semântica [60].

Há muito o STF vem procurando manobrar, com sua interpretação das leis, através de malabarismos jurídicos com o objetivo de enterrar a Lava Jato e consequentemente obter os resultados que todo o povo brasileiro sabe.

Dilma Roussef e Jean Willys fazem turismo internacional denegrindo a imagem do país (com mentiras), cometendo crimes de lesa-pátria, mas não são convocados pela Justiça para explicarem suas atitudes. E pior, ainda pagamos por essas despesas! Já o Ministro Velez é convocado a prestar esclarecimentos por sua declaração sobre brasileiros em aeroportos (verdade)

Esta semana o STF, na prática, enterrou a Lava Jato e segundo o próprio Ministro Marco Aurélio de Melo, sentenças transitadas em julgado podem ser anuladas devido terem sido baseados em provas ilegais (devido ao fato das autorizações terem sido dadas por corte não qualificada para tal, segundo o “entendimento” dos Ministros). O que isso significa? Que os 159 presos pela Lava Jato podem ser soltos, inclusive o mais famoso criminoso do país que tanto trabalho deu para ser encarceirado e que disse que essa corte estava acovardada, etc.

Gilmar Mendes fez acusações seríssimas contra a honra dos procuradores da república, assim como à Polícia Federal, acusando-os de corruptos, num claro abuso de autoridade no mesmo dia em que o Tofolli, também incorrendo no mesmo erro, determinando abertura de inquérito contra parlamentares que estão pedindo o impeachment dos Ministros do STF.

Bolsonaro, enquanto isso, faz live para prestar contas ao seu eleitorado. Será que o termo ditador também foi desconstruído semanticamente pela Esquerda, no país?

Desde 1990 o TSE deveria ter cassado a licença do PT devido às ligações com o Fôro de SP, conforme determina a Legislação Eleitoral, mas temos a sensação de que a Esquerda tem indulto para qualquer tipo de crime, afinal o TSE não o fez.

Esta mesma casa aprova e não toma providências contra as urnas ilegais (esse sistema não permite a RECONTAGEM DOS VOTOS), e nem estou entrando no mérito de sua segurança, com indícios graves de falha na segurança, como comprovado por diversos especialistas.

Quando morei na Florida, e comentava com amigos americanos (sem qualquer vínculo um com o outro) sobre fatos como o acontecido ontem no STF (onde praticamente enterraram a Lava Jato e facilitaram a impunidade no país) a resposta era sempre a mesma: “e vocês, não fazem nada?”.

Nosso futuro está em nossas mãos. Há os que dizem que é impossível mobilizar as pessoas por uma intervenção no STF, mas o povo peruano que é menor que nós (em extensão territorial e populacional) conseguiu destituir sua corte suprema! Assista ao vídeo a seguir:

 

Precisamos continuar pressionando o Senado Federal [@SenadoFederal], principalmente o senador Davi Alcolumbre [@davialcolumbre] (que parece não dar a mínima atenção às aclamações do povo que o elegeu, pois considerou que a decisão do STF que afeta diretamente a Lava Jato não é um retrocesso), os senadores eleitos para que tomem as providências que são obrigações deles (não é um favor!) e os nossos movimentos de rua (@MBLivre, @NAS_RUAS e @VemPraRua_br) marcando-os em nossos posts para que saibam que têm nosso apoio e estamos dispostos a recuperar nosso país.

Há inúmeros processos de pedidos de impeachment dos Ministros do STF engavetados no Senado Federal (vide “Olimpo“). Por que o Senador Alcolumbre não os coloca em pauta? Pressionemos os senadores, os elegemos para isso, também. Nós não demos a escritura do país para eles! Já passamos demais da hora do BASTA.

Paralelamente, também devemos incentivar os movimentos de rua para que comecem a organizar as mobilizações. Todos os limites aceitáveis já estão a quilômetros de distância de nós.

Urge tomarmos as providências legais para estancar esses absurdos recorrentes que vemos acontecer, principalmente no STF, afinal a manipulação através dos princípios do legalismo só vem favorecendo os grandes criminosos do país, que plantaram essa semente há muito tempo atrás e tomaram todos os cuidados no decorrer desse tempo para que dessem os frutos que estamos testemunhando.

A sensação que o STF nos passa é que estamos numa partida de xadrez onde o que importa é a vitória e não as consequências dela para o Campeonato.

Até quando só nos restarão a indignação e a conta? Até quando continuaremos enxugando gelo?

Lembremo-nos que em Abril essa mesma corte irá julgar a liberdade dos presos após segunda instância.

Prefiro não acreditar que nossa única solução seja um cabo e um soldado.

Imprensa

A imprensa é desmascarada quase que diariamente em suas mentiras. Perderam completamente a conexão com a realidade dos fatos e com a verdade.

Um exemplo recente foi após a tragédia de Suzano, onde jornal O Estado de SP estampou uma manchete dizendo que o Planalto não havia ainda se pronunciado sobre o acontecido. O que seria normal, pois é preciso ter a responsabilidade de avaliar a situação antes de fazer um pronunciamento oficial, mas era mais uma mentira como inúmeras outras precedentes deste veículo do qual eu já fui assinante.

Damares Alves (Ministra de da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) e Ricardo Vélez Rodriguez já haviam se pronunciado como podemos verificar comparando os horários das publicações deste que um dia já foi um jornal respeitado com a notícia registrada pela EBC. Eu contra argumentei imediatamente após o fato na postagem do Twitter do Estadão.

E o que dizer da Folha de SP que até o momento não apresentou as provas da acusação do suposto “escândalo do WhatsApp nem muito menos se retratou?

Os jornais teimam em querer ligar Bolsonaro ao assassinato da vereadora (vide “Mídias de mãos dadas”, em meu blog pessoal). Não se espantem se encontrarem uma ligação porque o vizinho do assassino passou no quarteirão de baixo do primo da atual sogra da ex-namorada de um dos filhos de Bolsonaro.

O curioso é que as provas contra Lula, não são provas, mas ter um vizinho criminoso, sim (e posteriormente comprovou-se que a foto tirada com Bolsonaro no condomínio não era com o criminoso, mas não me recordo de ter visto uma retratação, também.

Outro exemplo é o caso do Mediapart: a autenticidade dos áudios não foram contestadas por absolutamente ninguém (nem pelo Estadão, muito menos pelo Mediapart) e por não poderem fazer o mesmo com o texto do jornalista, autor do famigerado texto, que diga-se de passagem não é direitista, o censuraram retirando do ar a matéria!

“Estadão não se cansa de mentir. O esquerdista, director do Mediapart, partiu para a censura do material jornalístico de Jawad Rhalib, uma vez que não pode refutar a matéria, muito menos negar a autenticidade dos áudios. Ele acusou a direita de “instrumentalizar”… o que é isso?”
(J. Sepúlveda)

Como se chama isso, mesmo? Censura? Cerceamento de liberdade de expressão? E pior: de um jornalista? Quem costuma tomar esse tipo de atitude, mesmo? Sim, ditadores.

E como se não bastasse, além disso ainda acusam Bolsonaro de espalhar fakenews!!!

Nossos veículos que um dia foram nossos meios de comunicação são as ferramentas de esquerdistas que cometem crimes de lesa pátria no exterior, agindo como amplificadores de suas vozes. Infelizmente as mídias ativistas perderam completamente a vergonha de mentir, mostrando total quebra de conexão com a realidade e a verdade dos fatos.

Particularmente, às “reportagens” (é até um insulto chamar o que produzem por esse nome) que me dão preguiça mental de responder devido à baixíssima qualidade tenho adotado o selo Ignore:

Os jornais e revistas tentam a todo custo fabricar crises (em apenas dois meses de Governo) em eventuais ajustes que ainda estão sendo feitos. Chego a ter vergonha alheia com as frustradas tentativas fundamentadas em alicerces muito frágeis e que logo desmoronam.

Já quando nosso Presidente Bolsonaro denuncia crimes que ocorreram em plena rua, à luz do dia, no Carnaval, ao invés dos responsáveis tomarem providências, as mídias o acusam o Presidente por falta de decoro!!!

É como o caso do marido traído e do sofá…

Há algo de muito podre no ar, e não é no reino da Dinamarca…

Educação

Após o regime militar fomos doutrinados nas escolas aprendendo que tivemos uma ditadura militar que cerceava nossas liberdades. Ninguém destacou que tínhamos direito ao porte de armas, mas nunca vimos casos de alguém invadindo as escolas para matar inocentes. Fato esse que foi muito bem observado pelo sargento Fahrur quando disse que esses covardes costumam descarregar sua revolta, causada pelos males que as drogas trouxeram às suas vidas, em inocentes. Nunca vemos isso acontecer contra os traficantes que lhes proporcionaram o acesso às drogas…

Mas os esquerdistas disfarçados de professores (e que conseguiram o título através de cotas e não de méritos) estão lá doutrinando os alunos ao invés de transmitir conhecimento. E vai falar em Escola Sem Partido para ver o alvoroço que é causado.

Como bem lembrou o Prof. Olavo de Carvalho, os militares deixaram de fazer um trabalho educativo sobre o que realmente aconteceu e por isso os esquerdistas deitaram e rolaram no país criando uma rede de corrupção dificílima de se desembaraçar (exceto se fosse implantada uma… ditadura).

Faça um exercício filosófico: como você acha que estaríamos hoje se não houvesse a repressão do regime militar? Está com dificuldades? Olhe como está Cuba, Venezuela, China, etc.

Executivo

Enfim, chegamos ao réu: Bolsonaro.

Um de seus primeiros atos foi ceder a prioridade do discurso de posse à sua esposa, como nunca antes feito na história do país. Mas… ele não era misógino?

Ele ouve a voz do povo através das redes sociais, fazendo lives semanais. Mas… qual é a definição de ditador, mesmo? É alguém que ouve a opinião dos outros?

Nosso Presidente enfrenta “sozinho” (ele e os membros do Governo, contra a imprensa impregnada de ativistas, legisladores e partidos que defendem criminosos, professores esquerdistas) as facções criminosas. Não lembro de tê-lo visto desrespeitando as leis existentes no país, muito menos não exigindo que sejam aplicadas, mesmo quando claramente sofre injustiças por causa disso. Que ditador bonzinho, não?

Paulo Guedes elabora um plano de recuperação da Previdência Social que economizará um trilhão de reais, iguala a aposentadoria dos políticos, etc. mas ainda assim não impõe o que é o melhor para o povo, colocando, como é o correto, em discussão com a sociedade as propostas. Como é autoritário esse Governo, não?

O mesmo acontece com o pacote de Moro…

Ah… mas quem apoia ditaduras genocidas? Ops… não é nosso Presidente, também, o culpado dessa atrocidade. Nunca soltou um manifesto favorável ao ditador/usurpador que ainda ocupa a cadeira presidencial na Venezuela.

Sem impor nada em 45 dias de Governo, sendo 17 deles passados num hospital se recuperando de um atentado contra a sua vida, já colecionava inúmeras realizações (vide “45 dias de Governo“, em meu blog). Em Março a lista já começa a aumentar:

  • Privatizações aeroportuárias em cada região já mostram os benefícios econômicos;
  • 21 mil cargos comissionados extintos. Economia de R$ 195 milhões;
  • Bolsonaro sanciona a lei que proíbe casamento de menores de 16 anos;
  • Lançamento de nova estrutura de telecomunicações na Antártida;
  • CPF poderá ser utilizado no lugar de outros documentos;
  • Anunciada construção da segunda ponte que vai ligar Brasil ao Paraguai, em Foz do Iguaçu;
  • Ministérios desenvolvem Programa para jovens carentes da rede pública de ensino em várias oficinas (vôlei, tênis, futebol, basquete, atletismo, ginástica, teatro, dança e artes). Objetivo é expandir.  (https://t.co/UY5h5tJnbb);
  • E ainda vai aumentar.

Enfim, precisamos apoiar e defender nosso Presidente com unhas e dentes, nas reuniões de família, nas redes sociais, pressionando o Congresso Nacional, participando dos protestos de rua contra o Judiciário, principalmente o STF, acompanhando de perto a Educação dos filhos e cancelando assinaturas das mídias cúmplices dessa rede de corrupção no país.

A única forma de combater os maus é ocupando o espaço deles. Eu tive a ilusão de que havíamos atingido esse objetivo com a eleição de um Congresso conservador. Hoje já começo a ter dúvidas…

Nosso Presidente tem o prazo, até o último dia de Governo para se tornar um ditador, como anunciado, porém, com tudo isso que aqui foi exposto, eu pergunto, quem são os verdadeiro ditadores?


Pai, casado, católico, matemático, analista de sistemas, pós-graduado em Gestão de TI (USP), enxadrista, karatedoka, especialista em Gestão do Tempo.

Publicidade
6 Comentários

6 Comments

  1. Pingback: O Ditador – O Grito

  2. Pingback: O Ditador – O Grito

  3. Rosângela Souza

    19.03.2019 at 16:24

    É isso ai! Falou e disse! Temos de desmitificar a todo momento as mentiras dessa mídia nojenta.
    #B17

  4. Leo

    19.03.2019 at 15:19

    Disse tudo! 👏👏👏
    Pior mesmo são esses “professores” universitários doutrinadores… me imagino se conseguiriam ter os mesmos diplomas num Brasil sem a dominância esquerdistas em universidades… bizarro… fico imaginando o conteúdo e nível intelectual da discussão em classe, onde somente um lado é encorajado e motivado a discursar, enquanto que o outro lado é coagido ou embaraçado à ficar calado… que nível! Nossa! 🤦🏻‍♂️

  5. Ana Paula Castilho

    17.03.2019 at 13:59

    Por mais pessoas pensantes e com ideias e opiniões tão sensatas !!!

  6. Pingback: Rede de Intrigas | Reflexões e Utopias

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoiar

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites