Redes Sociais

Artigo

Larga dessa bosta, cria vergonha na cara e para de dar desgosto para sua mãe

Sargento Fahur

Publicado

em

Imagem: Divulgação | Conexão Política

Acabei de ver uma postagem que mostra um garoto se drogando e depois mostra ele caído, e no rodapé da postagem um trecho de uma letra de rap, que diz…

se eu fosse mágico não existiria a fome, nem drogas e nem polícia“.

Sou obrigado a me intrometer e comentar meu ponto de vista sobre essa letra de música.

Fome, de fato não deveria existir. pelo menos aquela que não conseguimos saciar, pois ter fome é normal. Anormal é não ter comida.

Polícia é extremamente necessário, pois são os guardiões de uma sociedade, e em tese são nomeados pela própria sociedade, oriundos da mesma para manter a lei e a ordem.

Quanto as drogas, concordo plenamente que trata-se um mal gigantesco que tem provocado inúmeras tragédias no mundo – porém sou obrigado aqui a criticar duramente os usuários de drogas ou pelo menos grande parte deles.

São fracos que se deixaram levar, pelo prazer inicial, pelo fato de querer ser diferente, ser do contra e acabam se ferrando pois a droga foge de seu controle.

Fui criado na beira de um corgo chamado Água Maringá, e lá brincávamos e nadávamos o dia todo, sem celular e sem nenhum contato com a família. E esse local era infestado de maconheiro, e olha que maconheiro na minha época era temido, e quando um passava já diziam olha lá um maconheiro, diferente de hoje que qualquer bosta enche o rabo de maconha.

Como eu disse, fui criado lá, e muitas e muitas vezes me ofereceram maconha e vi amigos passarem a usar. Porém, eu me lembrava dos conselhos de meus pais, e lembrava que meu pai levantava cedinho para trabalhar e deixava o café pronto e pão francês torrado na chapa, com margarina derretida, e então eu recusava a droga, com o firme pensamento de não poder magoar aquele homem trabalhador.

Agora, um monte de merda se entope de droga e fica se espelhando em letras de músicas para se sentir melhor ou menos merda.

Toda essa parafernália de armamento pesado que esses traficantes tem, são financiados pela merda do viciado.

Larga dessa bosta rapaz, cria vergonha na cara. Para de dar desgosto para sua mãe.

E pra quem fuma maconha e ou usa outros tipos de drogas e se acha uma pessoa de bem, que trabalha e produz…

Eu digo que trabalhar e produzir não é mais do que sua obrigação, então não vem me torrar o saco.

E vai fumar sua maconha na p*** que pariu.

Polícia Militar, ativista social e integrante da Rota Ostensiva Tática Metropolitana. 35 anos correndo atrás de bandidos e traficantes.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites