Redes Sociais

Artigo

Esculhambação Geral

Frederico Martins

Publicado

em

Esculhambação Geral 18

A coluna dessa semana não poderia ter outro tema a não ser a polemica frase do Prefeito da Cidade do RJ, Marcelo Crivella. Polemica para alguns, completamente equivocada por este que vos escreve, principalmente quando generaliza a Polícia Militar.

Mas, quando refleti sobre a frase, admito que tendo a concordar com o Prefeito. Vou esclarecer o que me leva a acreditar que hoje não só o Rio, mas o Brasil é uma esculhambação geral.

Vou começar pelo plano nacional, seguindo a máxima do “geral para o particular”.

A nível nacional cabe relembrar uma frase do irretocável Roberto Campos: “O Brasil precisa parar de admirar o que não deu certo”, pois é justamente isso que estamos fazendo, admirando o que não deu certo.

Vivemos uma guerra de vaidades no congresso, algo que nunca deu certo ao Brasil, que impede a discussão do que realmente importa ao país nesse momento: reforma da previdência, pacote anticrime e reforma tributária.

Hoje o que se discute é “Bolsonaro não deveria ter ido aos EUA”, “Trump quer comprar o Brasil” (?), “a prisão do Michel Temer” e na Corte Suprema do Brasil, um julgamento que esvazia quase que por completo a Operação Lava-Jato. Obviamente que a mídia tradicional tem sua parcela de culpa.

Precisamos urgentemente retomar o foco dos temas principais para que se discuta tão somente o que o Brasil necessita: previdência, anticrime e tributário-fiscal.

Quando pararmos de perder tempo discutindo trivialidades, retomaremos o caminho da prosperidade do Brasil.

Já no plano Carioca, temos um Prefeito que parece estar em outro planeta, em outro país, pois a Cidade que ele apresenta não é a mesma na qual me dirijo todos os dias para trabalhar.

A Cidade do RJ está completamente abandonada, pistas esburacadas, ruas completamente sem conservação, coleta de lixo irregular, a saúde pública é um descalabro onde sequer o ar-condicionado funciona, o transporte público (BRT e ônibus) são uma vergonha, não tem vaga suficiente na educação e os servidores, vez ou outra, reclamam da falta de pagamento de seus salários.

Mas na cabeça do Prefeito a vergonha é o carnaval. Tenho minhas criticas ao carnaval de rua do Rio de Janeiro, mas este é o menor dos problemas em uma Cidade com tantas dificuldades.

Em uma Cidade onde o problema é o carnaval, supõe-se que os demais serviços estão a pleno vapor. E não estão!

Fica a reflexão: o Crivella está certo ou só eu que vivo nessa Cidade maravilhosa do Crivella e não percebi?

E pensar que ainda temos mais 02 anos com essa gestão.

Deus que nos ajude.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Frederico Martins é estrategista em formação de campanhas políticas e de gestão de mandatos. Formado em direito, tendo atuado por grandes escritórios de advocacia, atualmente exerce a função de assessor parlamentar na Alerj.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites