Redes Sociais

Artigo

Convenção Batista Brasileira lança gibi sobre ideologia de gênero em Curitiba

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Imagem: Divulgação/Conexão Política

A Convenção Batista Brasileira (CBB) e a Igreja Batista do Bacacheri (IBB) lançarão no dia 20/03 às 19h30, em Curitiba-PR, na sede da IBB, localizada no bairro Bacacheri, a obra “Viva a Diferença”, em formato de história em quadrinhos, indicada para a faixa etária de 4 a 8 anos. 

A obra possui 16 páginas coloridas, e será distribuída gratuitamente em formato digital, podendo ser baixada e reproduzida, após o lançamento, por indivíduos e instituições de acordo com os termos de licenciamento aplicáveis.

Release Projeto “Viva a Diferença” Lançamento de obra que trata da equidade entre os sexos, valorizando suas diferenças e papéis, em conformidade com princípios bíblicos, estará disponível a pais, instituições, educadores e ao público em geral, e visa a comunicar com o público infantil.

O texto é de autoria da psicóloga, palestrante e pesquisadora de gênero Marisa Lobo; direção bíblica e cristã do pastor, mestre em divindade e doutor em ministério, e presidente da IBB, CBB e Aliança Batista Mundial, Luis Roberto Soares Silvado; e ilustrações de Osmar Ritter. Todos os direitos foram cedidos à IBB pelos autores. A distribuição será feita pela CBB.

São apresentados nos quadrinhos, por meio de linguagem acessível a crianças na faixa etária alvo, valores e princípios bíblicos, na forma de diálogo entre duas crianças e seus pais, abordando temas como identidade, sexualidade e gênero. Direcionada ao público cristão, mas disponível a qualquer pessoa, a obra preenche uma lacuna na literatura brasileira em geral, ao vocalizar a cosmovisão cristã sobre temas polemizados por nossa sociedade.

“Crianças possuem sexo e identidade, meninos e meninas são diferentes, porém, iguais em direitos. A sexualidade faz parte da vida e do corpo desde o nascimento. Crianças costumam questionar sobre assuntos polêmicos, o importante é falar na linguagem adequada, com verdade e cuidado para não ofender ou discriminar quem pensa diferente”, diz psicóloga Marisa Lobo.

“Temos o direito constitucional de viver conforme nossas tradições e fé. Como cristãos ensinamos nossas crianças que elas são diferentes, nasceram diferentes, possuem sexos diferentes e uma identidade única em concordância com sua biologia e cultura, gerada e criada à imagem e semelhança de Deus”, afirma o pastor Luiz Roberto Silvado, presidente da CBB.

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites