Redes Sociais

Análise

‘Rede de fake news’, ‘ofensas em massa’, ‘autoritários’: veja alguns termos utilizados por Moro após abandonar o MJSP

Redação

Publicado

em

Marcelo Camargo | Agência Brasil

O chefe de redação do Conexão Política, Davy Albuquerque, usou o Twitter para pontuar alguns termos que já foram utilizados por Sergio Moro, ex-ministro da Justiça, após abandonar a pasta.

Entre os termos selecionados por ele estão:

‘Campanha de fake News’, ‘Rede de fake news e de ofensas em massa’, ‘Autoritários’, ‘Populismo’ e ‘Estimulando ódio’.

‘Campanha de fake news’

O termo ‘campanha de fake news’ foi utilizado por Moro no dia 26 de abril de 202o. Na ocasião, Moro se queixou de “campanha de fake news nas redes sociais e em grupos de whatsapp para me desqualificar”.

‘Rede de fake news’ e ‘ofensa em massa’

No dia seguinte, no dia 27 de abril de 2020, o ministro voltou a usar o termo ‘fake news’, dessa vez fazendo menção ao inquérito do STF, comandado por Alexandre de Moraes.

‘Populismo, autoritários e estimulando ódio’

Conforme noticiado pelo Conexão Política nesta quarta-feira, 3 de abril, Moro publicou um texto no jornal O Globo, em que faz críticas ao que chamou de ‘contra o populismo’.

Em um dos trechos, Moro diz:

“Os órgãos do Estado têm sua atuação regrada pela lei e por finalidade atender o bem-estar comum, e não cumprir os caprichos e arbítrios do governante do momento.

Políticos populistas tendem a ignorar tal distinção.

Não é o caso de falar em totalitarismo ou mesmo em ditadura, no presente momento, mas o populismo, com lampejos autoritários, está escancarado (…).

O quadro é muito ruim. Mas quero deixar claro: o populismo é negativo por si mesmo, seja de direita, seja de esquerda. Manipular a opinião pública, estimulando ódio e divisão entre a população é péssimo. Temos mais coisas em comum do que divergências. Democracia é tolerância e entendimento.”

Vocabulário linguístico da esquerda

Coincidentemente ou não, todos os termos proferidos pelo ex-ministro encontram perfeita compatibilidade com o vocabulário linguístico da esquerda. Parlamentares ou personalidades dessa visão política, constantemente buscam endossar nas entrelinhas todas as pautas que se escoram nesse linguajar, nesse campo semântico.

Estaria Sergio Moro, após sair do MJSP, sendo pautado pelas ideias progressistas de maneira mais escancarada? Eis a questão.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Conexão Política é um jornal digital inteiramente compromissado com a cobertura e análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | [email protected]

alan correa criação de sites