Redes Sociais

Análise

Raquel Dodge depende de Bolsonaro para renovar mandato na PGR

Marcos Rocha

Publicado

em

José Cruz | Agência Brasil

Na próxima segunda-feira (6) começará a abertura das inscrições para a eleição do cargo de procurador-geral da República.

Embora os critérios ainda não estejam muito claros e definidos, o processo de eleição promete ser um dos mais concorridos da história.

Acredita-se que, ao todo, 6 candidatos disputarão a cadeira de representante máximo do MPF.

Não é novidade pra ninguém que, há um bom tempo, a procuradora Raquel Dodge está com baixa popularidade na PGR.

O maior desafio de Dodge é conseguir votos para que seu nome conste na lista tríplice a ser enviada para o presidente Jair Bolsonaro.

Desde 2001 a ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República) envia à Presidência uma lista com os três nomes mais votados pelos membros do MPU para ocupar a Procuradoria-Geral da República.

O presidente não é obrigado a respeitar a lista, mas desde 2003, a tradição tem sido a de nomear um dos três integrantes mais votados.

A expectativa da procuradora é que ela seja indicada pelo presidente da República à revelia, ou seja, sem precisar constar na relação de nomes.

Durante a campanha eleitoral, Bolsonaro deixou em aberto a hipótese de ignorar os nomes indicados.

De qualquer maneira, a palavra final será do presidente da República, que posteriormente submeterá o escolhido(a) para aprovação do Senado Federal.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

CONTATO: [email protected] | Editor-chefe do Conexão Política, residente e natural de Campo Grande/MS, assistente de gabinete junto ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS) e estudante de Ciências Jurídicas.

Publicidade
9 Comentários

9 Comments

  1. Avatar

    Leia Maria

    03.05.2019 at 01:06

    Tem que ser um CONSERVADOR. Chega de esquerda!

  2. Avatar

    André Luis Xavier

    02.05.2019 at 19:23

    Duvidooo muito que ele vai por ela de novo lá.

  3. Avatar

    Luis Gomes

    02.05.2019 at 18:41

    A escolha do PGR entre os nomes da lista tríplice vigora desde 2003, o que significa que implantada pelo PT, razão suficiente para não ser mais seguida. Deltan Dallagnol é o nome certo para cargo.

  4. Avatar

    VAULDIR COSTA ANUNCIATO

    02.05.2019 at 18:20

    DODGE MILITOU IGUAL FEMINAZI CONTRA A DIREITA NACIONAL ACUSANDO BOLSONARO DE RACISMO..PRA PREJUDICAR BOLSONARO NA SUA CAMPANHA EM 2018 É UM MULHER TOLA…QUE FOI NOMEADA POR MICHEL TEMER OUTRO PRESIDENTE CORRUPTO..SEM FUTURO PRA ELA…DALANGNOL SERIA O MELHOR INDICADO E VERÍAMOS COMO LÁ OS SEUS INIMIGOS GILMAR LEWANDOWSKI E TOFOLI REAGIRIAM COM ELE ALI BEM DO LADO..NAS SEÇÕES DO STF..

  5. Avatar

    Cynthia

    02.05.2019 at 17:17

    Raquel Dodge pediu o arquivamento da investigação de Rodrigo Maia e Renan Calheiros em investigação da Lava Jato e ministro Fachini arquivou! Dois bandidos, corruptos da pior espécie! Raquel Dodge é vendida!

  6. Avatar

    JEAN

    02.05.2019 at 17:05

    NÃO RENOVE NÃO BOLSONARO . No lugar dela coloque o Deltan Dallagnol .

    • Avatar

      Luiz Neto

      02.05.2019 at 17:14

      Deltan já disse que não tem interesse pelo cargo.

    • Avatar

      Leia Maria

      03.05.2019 at 01:10

      Deltan só tem um defeitinho: tem tendências à esquerda, é amigo do Randolpe da Rede. FOI ATÉ EM JANTAR NA CASA DE CAETANO… Chega de militantes de esquerda na PGR, né?

  7. Avatar

    Sonia ramos de oliveira

    02.05.2019 at 17:05

    JAIR BOLSONARO CHEGOU, PARA MUDAR O BRASIL EM TODOS OS ASPECTOS ! EU ACHO QUE ELE NAO DEVE CONTINUAR COM RAQUEL DODGE , EH HORA DE RENOVACAO , MELHOR COLOCAR UMA PESSOA QUE SE ALINHA AOS NOVOS CRITERIOS DA NOVA MUDANCA ….

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoiar

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites