Redes Sociais

Ajude a evangelizar o mundo

Entre regras e exceções, escolha as regras!

Este é o 8° texto da coluna diária do Conexão Política sobre reflexões cristãs.

Alex César

Publicado

em

AP

O Brasil é um país de muitas regras, e, sem dúvidas, de muitas exceções. O tanto de regras que temos não são cumpridas pelas tantas exceções que são permitidas.

Aqui, “toda regra tem sua exceção” está valendo muito pouco. Esse é um cenário ‘bem vivido’ pelos poderes da nossa República, principalmente o Legislativo e Judiciário. Tem coisa pior que isso? Sim. Quando cristãos fazem daquilo que era exceção, uma fatalidade, sua regra e modo de viver.

Biblicamente, analisando o nosso relacionamento com Deus, o pecado sempre foi considerado uma exceção. Nunca foi uma regra para o ser humano. Veja o que diz as Escrituras:

As vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus. (Isaías 59:2) 

Quando”regra e exceção” se invertem, veremos o domínio do pecado como realidade espiritual sobre o ser humano. Se permitirmos que o erro se torne aliado, na percepção de que ele pode nos ensinar algo de bom, isso se torna um tanto perigoso, pois o que temos que fazer diante do erro é nos arrependermos.

Temos que aprender com Jesus Cristo, Aquele que “não cometeu pecado algum, nem qualquer engano foi encontrado em sua boca”. (1Pedro 2:22). E, quanto ao erro, ou pecado, precisamos imediatamente nos livrar de “toda malignidade e de todo engano, hipocrisia, inveja e toda espécie de maledicência”, segundo 1 Pedro 2:1.

2021 será o ano oportuno para alavancarmos o nosso desenvolvimento e crescimento espiritual. Quando a nossa natureza quiser nos fazer acreditar que chegou o tempo da ‘exceção’, em que o pecado pode permanecer coabitando com o Espírito, por meio dos ‘jeitinhos pecaminosos’, fazendo concessões aqui e ali, querendo dar seu grito de ‘liberdade’ dentro de nós, então, faremos como propôs o apóstolo Paulo:

Por isso, façam morrer todas as coisas deste mundo que agem em vocês, isto é: imoralidade sexual, impureza, paixões baixas, maus desejos e cobiça, que é uma forma de adorar ídolos. (Colossenses 3:5) 

Em 2021, não daremos espaço as ‘exceções’, assim como também não daremos espaço ao erro como forma de orientação. Que não venhamos permitir que concessões ganhem espaço em nós, mas que possamos lutar o ‘bom combate’, nos preparando como um atleta e olhando para o Alvo: Jesus Cristo.

Que neste novo ano, 2021, luzes sobre a regra ‘Andai no Espírito’ venham à tona, e que lancemos à escuridão as ‘voltinhas’ com o pecado, que sempre estão batendo na porta do nosso coração. O conselho de Deus a Caim nos serve muito bem:

Se você fizer o que é certo, será aceito. Mas, se não o fizer, tome cuidado! O pecado está à porta, à sua espera, e deseja destruir-te, mas é você quem deve dominá-lo. (Gênesis 4:7)

Ajude a evangelizar o mundo!

Pastor e Consultor de Seguro Saúde

alan correa criação de sites