Reavaliar a prisão em 2ª instância por conta de Lula seria “apequenar o Supremo”, diz Cármen Lúcia

Autor: Nenhum comentário Compartilhar:

Durante um jantar em Brasília, nesta segunda-feira (29), a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, defendeu que revisar o início da execução penal após condenação em 2ª instância por causa do processo do ex-presidente Lula é “apequenar muito o Supremo”.

 A magistrada ressaltou que não conversou com os outros ministros sobre o assunto e frisou que não há previsão para o julgamento do caso.

“Não sei por que um caso específico geraria uma pauta diferente (reavaliar a prisão em segunda instância por conta de Lula). Seria apequenar muito o Supremo. Não conversei sobre isso com ninguém”, declarou a ministra Cármen Lúcia.

Post anterior

Sergio Moro determina que tríplex de Lula no Guarujá vá a leilão

Próximo post

“O que passa na cabeça das pessoas que entram contra a gente em ações trabalhistas?”

Você pode gostar também:

Deixe uma resposta